Teoria do Caos

Se o bater de asas de uma borboleta pode se transformar num tufão do outro lado do planeta, então por que um encontro inesperado não pode ser um indício de felicidade? Se uma atitude simples e corriqueira pode significar a morte de outrem, por que também não pode significar a vida?

Transcrevendo um organograma das minhas atitudes e suas consequências, penso que é sábia a afirmação “há males que vem pra bem”. Ainda assim, indago: por que atitudes tão pequenas são, no fim, tão grandes? E, mais do que isso: como atitudes tão “grandes” podem ser tão vazias?

Agrupo e reagrupo meus pensamentos, e em meio a essa dicotomia percebo a importância de…viver. Penso que tudo está interligado, nada é uma ponta solta e, por fim, somos todos personagens da vida.

Ora, a vida! O que dizer dela, que talvez seja a coisa mais bela, ou a mais fúnebre, sinfonia já composta? Complexa, árdua, difícil, dura. Bela, tranquila e natural. A vida. A Teoria do Caos.

O Caos que, aliás, na mitologia grega era a massa disforme que originou tudo. Uma massa disforme. O Caos. Originou Gaia e Urano. O início de tudo se deu pelo Caos.

Poético, não?

Extrai-se, então, que o Caos não é de tudo ruim, O Caos simplesmente é. Eu, você, todos nós… somos frutos do Caos.

Sem luz, não haveria sombra. Sem guerra, não haveria paz, sem uma atitude – mesmo que pequena e simples – não haveria nada.

Nossa felicidade, tristeza, saúde, doença, amor, ódio, compaixão, frieza, tudo o que somos e o que queremos veio do bater de asas daquela borboleta.

Pense nisso.

Anúncios

29 comentários sobre “Teoria do Caos

  1. Estou pensando, tipo, eu nem gostava de borboletas(na verdade ainda não gosto) mas já que tudo o que sou e o que quero veio do bater de asas daquela borboleta vou ter que aceitar né :/

  2. Que louco isso hein?
    Uma borboleta bate asas e de repente vida e morte acontece do outro lado do mundo que acarreta centena de outras coisas no mundo inteiro, Somos reféns das nossas ações no espaço, e fazemos outros reféns, e não há escapatória, estamos todos interligados.

    Curti seu estilo, não vou desejar que continue assim, porque seria desejo de estagnação, desejo que mude, que melhore a cada dia.

  3. “Sem luz, não haveria sombra. Sem guerra, não haveria paz, sem uma atitude – mesmo que pequena e simples – não haveria nada.” Parte que eu mais gostei :3 Ótimos textos.

  4. Cara… esse é profundo…
    PROMETA-ME QUE NUNCA IRÁ PARAR DE ESCREVER! kkk
    O jeito que você escreve é tão… confuso e significante pra mim, de verdade!
    É inusitadamente criativo :3

  5. Simplesmente lindo. Você escreve muito bem mesmo. Me fez pensar em Varias coisas da minha vida. Enfim, parabéns, continue escrevendo. Vou sempre passar aqui para ver os seus textos. Parabéns!!!

  6. “Se o bater de asas de uma borboleta pode se transformar num tufão do outro lado do planeta, então por que um encontro inesperado não pode ser um indício de felicidade?”…………amei,cara

  7. Você é muito talentoso! Amei o texto, amei a forma como você escreve… Tenho que dizer que você acabou de ganhar mais uma fã…

  8. Sem luz, não haveria sombra. Sem guerra, não haveria paz, sem uma atitude – mesmo que pequena e simples – não haveria nada.

    Amei ><

  9. Estou muito feliz em saber que uma pessoa como você é simplesmente faz de sua mente uma mundo incrível, continue assim

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s