Hoje

Esta noite eu perdi o sono porque sinto sua falta.

Esta noite me faltam palavras pra me faltar você. O escuro do meu quarto parece mais escuro, e no calor, faz frio.

Percebi que andamos vivendo em mundos diferentes de uns tempos pra cá. Também percebi que quero ser do tamanho do mundo. Mas tenho medo de talvez nunca ser do tamanho do seu.

Contemplei o início, e meu peito se retorceu com a calorosa lembrança do meio. Pobre eu. Não há um “fim”, apenas uma nova sequência.

Mesmo assim, esta noite me falta sono porque me falta você – ou será que me falta você porque me falta sono?

Ando observando muita coisa. Como, por exemplo, o meu peito se estufando e se reduzindo à noite ao som da minha excruciante respiração.

Em meio à tristeza faço muitas perguntas. Talvez em uma delas eu acabe ficando triste e sozinho.

Fitei no espelho meus olhos extenuados e inebriados, mas que mesmo assim se recusam a dormir.

Quanta coisa eu percebi hoje. Hoje, eu percebi tudo isso.

Hoje eu percebi que só há um hoje.

Hoje eu percebi que não posso fazer do amanhã outro ontem.

Mas que sempre posso fazer do hoje outro amanhã.

Anúncios

8 comentários sobre “Hoje

  1. Cada dia é um novo começo, faça sempre do hoje um novo amanhã. Parabéns, você escreve muito bem, você consegue expressar os sentimentos de uma forma única.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s