A Flor

Ao leitor assíduo destas páginas, outra narrativa. Uma narrativa deveras metafórica e – devo dizer – cíclica. Se deu no passado, acontece agora, e irá se repetir sem cessar enquanto eu respirar.

Entenda, há uma flor. Uma flor maior que eu, enorme. Ela cobre minha cabeça. Na verdade, seria correto dizer que eu estou enfiado debaixo da flor. Sinto o perfume, a conheço, mas não a alcanço. Meus braços não são suficientemente longos.

Acima dela, há, é claro, uma luz. Ela ama a luz. Na verdade, a impressão que tenho é a de que  ela está sempre olhando para a luz, e nunca para mim.

Por esta flor, já senti de tudo, mas o calor que sinto quando penso nela permanece, persevera. Dito isso, é de praxe se imaginar que eu queira a atenção da flor. Que possamos contemplar a luz juntos. Mas isso não acontece. Jamais. Seja como for, me acostumei.

Certa ocasião, porém, deu-se que abri meus olhos e a flor estava em chamas. Mesmo assim, permaneci debaixo dela. Exatamente onde era o meu lugar. Não, leitor, eu não teria a coragem – ou a covardia, talvez, de deixá-la.

Para cada labareda que caía, eu podia ver nitidamente as minhas memórias queimando, também. Fragmentos delas. Não hesitei. Segurei a haste da minha querida flor e a acalentei enquanto seu corpo se tornava fuligem. Por fim, ela tremeluziu e se desfez.

As cinzas caíam como neve. Eu, inconsolável, olhei em volta. Eu não mais vivia à sombra daquela flor. Mas não havia mais flor. Não foi isso que desejei, não foi o que eu quis. Tropecei. Meus joelhos e mãos ralaram, mas nada disso importava. Uma de suas cinzas passou pelos meus olhos e atingiu o chão. O fogo que tudo transforma.

Dali, leitor, uma pequena flor nasceu. Como uma fênix, a partir das cinzas do que restou das minhas memórias. Já não podia conter as lágrimas. Delicadamente, a tomei nas mãos. Ela finalmente olhava para mim. O olhar pelo qual tanto procurei. Me sentei ao lado dela.

Antes que ela fosse grande demais.

Contemplamos a luz.

Anúncios

9 comentários sobre “A Flor

  1. seus textos são perfeitos, cada um que eu leio eu penso ”esse é o meu favorito” rsrs, eu amei muuuuito esse, especialmente ><

  2. Se o ciclo é o que os mantém unidos, por que continuar nele? A flor causa mais dor que alegria, mais anseio do que contato. E parece que vive em outro mundo.

  3. Nossa, faz tempo que nao leio um texto tao perfeito, parabéns! Primeiro que eu li, continuarei vendo os outros!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s