Tempestade

Minha caderneta, minha querida caderneta. Suas páginas agora são pontos amarelados da minha história. Já faz bastante tempo, querida, tanto tempo. Vão-se madrugadas solitárias e manhãs felizes. Assomam-se dias ainda mais tempestuosos, ou mais felizes, não sei. Hoje minha caligrafia se verifica especialmente trêmula.
Continuar lendo

Anúncios